Cerveja Petra

A Popularização da Cerveja no Império Romano

A cerveja só chegou a popularidade que tem hoje graças a expansão de seu consumo, que aconteceu durante o Império Romano. E o grande responsável por isso foi o político e ditador Júlio César. Ele era um grande admirador da bebida e um dos exemplos de sua adoração é que, segundo relatos históricos, depois de cruzar o Rubicão (rio no nordeste da Itália), em 49 a.C., deu uma grande festa aos seus comandantes, em que a principal bebida era a cerveja.

Foi Júlio César quem também apresentou a cerveja aos britânicos. Isso teria acontecido quando ele chegou à Britânia (centro-sul da atual Grã-Bretanha), lugar onde o povo bebia somente leite e licor de mel. Os romanos levaram ainda a cerveja à Gália, hoje França, e a todos os cantos onde ainda não era conhecida.

Com o fim do Império Romano, após o século V, estavam estabelecidas as geografias da cerveja, ou seja, os países onde a bebida era mais produzida e consumida. Um fato curioso é que, nesta época, a produção de cerveja era doméstica e frequentemente estava a cargo das mulheres, embora os homens fossem os maiores consumidores. Para fazer a bebida também era importante obedecer aos condicionantes naturais que marcavam a economia agrícola, por isso ela era sazonal.

Durante muito tempo, a cerveja teve outra característica marcante: a sua difícil conservação. Este fator mudou ao longo dos séculos, graças às novas técnicas empregadas em sua fabricação. Isso foi determinante para popularizar ainda mais a bebida, que desde aquela época já era apreciada por todas as classes sociais.

Com informações do site Cervejas no Mundo

Cerveja Petra

Petra é uma cerveja que respeita à tradição das melhores escolas cervejeiras mundiais.

Tagueado com:

Comentários (0)

Publicar Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.