Cerveja Petra

Conheça outras propriedades do Lúpulo

Você sabia que o lúpulo não proporciona apenas aroma e amargor para a cerveja? A freira Hildegard von Bingen, que usou o lúpulo pela primeira vez, descobriu que a flor tem outras características, como um grande poder bacteriostático, ou seja, com substâncias que evitam a proliferação de bactérias. Isso significa que o lúpulo é um conservante natural.

Além disso, ele tem um poder antioxidante e ainda auxilia na formação da espuma da bebida. Normalmente, o lúpulo é usado no início do processo de fabricação da cerveja, mais especificamente na etapa de brasagem, durante a fervura. No entanto, existem algumas diferenças entre o momento de adição do lúpulo de amargor e o aromático.

O lúpulo de amargor é adicionado no início da fervura do mosto cervejeiro (líquido rico em açúcares e nutrientes extraídos do malte). Isso acontece porque eles precisam das elevadas temperaturas para se tornarem solúveis no mosto e conferirem o amargor.

Já no fim da fervura são colocados os lúpulos de aroma, porque se eles entrarem muito cedo no processo, seus óleos essenciais evaporam e não cumprem sua função aromática. Alguns estilos podem receber uma terceira etapa, já no fim do processo cervejeiro, conhecida como dry hopping, que é a adição tardia do lúpulo, para que, assim, aumente a intensidade de aromas.

Cerveja Petra

Petra é uma cerveja que respeita à tradição das melhores escolas cervejeiras mundiais.

Comentários (0)

Publicar Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.